Dividida em 16 capítulos, esta obra é destinada a uma primeira aproximação ao Direito Internacional Público (DIP). Integrando a coleção Resumos Jurídicos, é um livro com características de manual, que será muito útil para os estudantes de graduação e também para profissionais do Direito e de outras áreas, como as Relações Internacionais, a Ciência Política, a Economia, o Jornalismo e a Sociologia, que queiram revisitar ou aprofundar certos conhecimentos de Direito Internacional. Geopolítica, organizações internacionais, apátridas, temas ambientais ou mundiais interrelacionam-se totalmente.
Editora: Editora Mizuno
Categorias: Direito Internacional , Direito Público

Tags:

#Direito Internacional, #Direito Internacional Público, #Internacional

Autores:

Comentários
  • Este arquivo ainda não possui nenhum comentário... seja o primeiro a comentar!
Avaliações
  • Este arquivo ainda não possui nenhuma avaliação... seja o primeiro a avaliar!

ISBN: 9788577895335

IDIOMA: Português

NÚMERO DE PÁGINAS: 280

NÚMERO DA EDIÇÃO: 1ª Edição

DATA DE PUBLICAÇÃO: Fevereiro/2021

Dividida em 16 capítulos, esta obra é destinada a uma primeira aproximação ao Direito Internacional Público (DIP).

Integrando a coleção Resumos Jurídicos, é um livro com características de manual, que será muito útil para os estudantes de graduação e também para profissionais do Direito e de outras áreas, como as Relações Internacionais, a Ciência Política, a Economia, o Jornalismo e a Sociologia, que queiram revisitar ou aprofundar certos conhecimentos de Direito Internacional. Geopolítica, organizações internacionais, apátridas, temas ambientais ou mundiais interrelacionam-se totalmente.



Diferenciais do Resumo de Direito Internacional Público:
História, teoria e ramos do Direito Internacional

Doutrina Nacional e Estrangeira

Para carreiras jurídicas, carreira diplomática e relações internacionais.



Tópicos Principais do livro:
Introdução ao direito internacional público

Fontes do direito internacional público (dip)

Os tratados internacionais

Interpretação do direito internacional

Os sujeitos do direito internacional público (dip)

O estado no direito internacional

A dimensão pessoal do estado

Organizações internacionais

Imunidades

Responsabilidade internacional do estado

O domínio público internacional

Proteção internacional da pessoa humana

Migrantes, estrangeiros e apátridas

Solução de conflitos internacionais

Direito internacional penal (dip)

Direito internacional do meio ambiente
CAPÍTULO 1
INTRODUÇÃO AO DIREITO INTERNACIONAL PÚBLICO
1. Desenvolvimento histórico do Direito Internacional Público (DIP)

1.1. Terminologia

1.2. Conceito de direito internacional público

1.3. Objeto do direito internacional público

1.4. Fundamentos do direito internacional público

1.5. A sociedade internacional e suas características

1.6. A expansão qualitativa e quantitativa do Direito Internacional

1.7. Princípios que regem as relações internacionais do Brasil

2. Relação do Direito Internacional com o Direito Interno

2.1. Correntes doutrinárias

2.2. O acolhimento do Direito Internacional pelo Direito Interno

2.3. O Direito Interno à luz do Direito Internacional

2.4. Princípios que regem a relação do Direito Interno com o Direito Internacional

2.5. A Constituição brasileira e o Direito Internacional


CAPÍTULO 2
FONTES DO DIREITO INTERNACIONAL PÚBLICO (DIP)
1. O Estatuto da Corte Internacional de Justiça (CIJ)

2. As fontes do direito internacional público

3. O rol do art. 38 do Estatuto da CIJ

4. O costume internacional

4.1. Classificação dos costumes

4.2. O fundamento do costume

4.3. Valor jurídico

4.4. A prova do costume

5. Os princípios gerais de direito

6. Os atos ou decisões das organizações internacionais

7. A jurisprudência e a doutrina

8. Os atos unilaterais

9. Equidade e analogia

10. Jus cogens

11. A codificação do direito internacional

12. Soft law


CAPÍTULO 3
OS TRATADOS INTERNACIONAIS
1. Conceito de tratados internacionais

1.1. Evolução histórica

1.2. Capacidade de celebrar tratados

2. Distinções e realidades afins

3. Terminologia

4. Classificação dos tratados

5. Limites à liberdade convencional

6. Vinculação internacional dos Estado: processo e formas

6.1. A negociação e a assinatura

6.2. A aprovação e a ratificação

6.3. Descumprimento de regras constitucionais sobre conclusão de tratados

6.4. Reservas

6.5. Depósito, registro e publicação de tratados

6.6. Efeitos dos tratados perante terceiros

6.7. Entrada em vigor

6.8. Cessação da vigência de tratados

7. Modificações nos tratados

8. Validade e invalidade de tratados


CAPÍTULO 4
INTERPRETAÇÃO DO DIREITO INTERNACIONAL
1. A relação entre o direito internacional e o direito interno

1.1. Monismo e dualismo

1.2. A relevância do direito internacional na ordem interna

1.3. A posição recíproca das normas de direito internacional e direito interno

2. Interpretação das normas de DIP

2.1. Interpretação em geral

2.2. Interpretação dos tratados

2.3. Interpretação dos tratados conforme a Constituição

2.4. O STF e os tratados internacionais

3. A interpretação de normas de direitos humanos

3.1. A teoria da margem de apreciação

3.2. O diálogo das Cortes

4. Os controles de convencionalidade e de constitucionalidade na proteção de direitos humanos

4.1. A regra da 4ª instância

4.2. Classificação do controle de convencionalidade


CAPÍTULO 5
OS SUJEITOS DO DIREITO INTERNACIONAL PÚBLICO (DIP)
1. Os sujeitos de direito internacional público

2. A subjetividade internacional

2.1. Personalidade jurídica e capacidade internacional

2.2. Os sujeitos de direito internacional

2.2.1. Os Estados e entidades afins

2.2.2. Organizações internacionais

2.2.3. Instituições não estatais

2.2.4. Os indivíduos

2.2.5. Pessoas jurídicas privadas e estatais internacionais


CAPÍTULO 6
O ESTADO NO DIREITO INTERNACIONAL
1. Os Estados: elementos, direitos e deveres

1.1. O território

1.2. A dimensão pessoal do Estado: povo

1.3. O governo soberano

1.4. Direito à autodeterminação dos povos

1.5. O reconhecimento de Estado

1.6. O reconhecimento de governo

1.7. Sucessão de Estados


CAPÍTULO 7
A DIMENSÃO PESSOAL DO ESTADO
1. A dimensão pessoal do Estado: povo

2. A nacionalidade

2.1. A nacionalidade como vínculo político-jurídico

2.2. A nacionalidade como direito fundamental

2.3. Critérios de atribuição

2.4. Apatridia

2.5. Efeitos da sucessão de Estados sobre a nacionalidade

3. A nacionalidade brasileira

3.1. Distinções entre brasileiros natos e naturalizados

3.2. Opção pela nacionalidade brasileira

3.3. Estatuto de Igualdade entre brasileiros e portugueses

3.4. Naturalização

3.5. Nacionalidade no Mercosul

3.6. Perda de nacionalidade brasileira

3.7. Reaquisição da nacionalidade brasileira


CAPÍTULO 8
ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS
1. Organizações internacionais

2. Evolução

3. Personalidade jurídica

4. Elementos constitutivos

5. Órgãos das organizações internacionais

6. Espécies e finalidades

7. Funcionamento, ingresso, exclusão e retirada

8. Poder normativo das organizações internacionais: alcance e limites

9. Acordo de sede

10. Prerrogativas e imunidades das organizações internacionais

11. Incorporação ao direito brasileiro das deliberações de organizações internacionais

11.1. A força vinculante de resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas

11.2. A força vinculante das deliberações de órgãos internacionais de direitos humanos

11.2.1. Recomendações de órgãos de direitos humanos

11.2.2. Decisões quase judiciais

11.2.3. Decisões judiciais e supervisão de cumprimento

12. Extinção e sucessão das organizações internacionais

13. Responsabilidade internacional das organizações internacionais e a proteção funcional

14. O papel do indivíduo nas organizações internacionais

15. As Nações Unidas

15.1. Os órgãos da ONU

15.2. Agências especializadas da ONU

15.3. Órgãos convencionais das Nações Unidas (UN treaty bodies)

15.4. Fundos, programas e outros organismos do sistema ONU

16. A Organização dos Estados Americanos (OEA)


CAPÍTULO 9
IMUNIDADES
1. Órgãos de representação dos Estados nas relações internacionais

2. Relações diplomáticas e consulares e seus regimes jurídicos

3. Imunidade dos representantes dos Estados no direito internacional

4. Regime de tropas estacionadas por força de tratado

5. Direito dos presos estrangeiros à assistência consular

6. Jurisdição do Estado

7. Imunidades de jurisdição

7.1. Conceito

7.2. Imunidades do Estado

7.3. Evolução da imunidade dos Estados


CAPÍTULO 10
RESPONSABILIDADE INTERNACIONAL DO ESTADO
1. Responsabilidade internacional do Estado

2. Responsabilidade internacional do Estado por atos lícitos

3. Proteção diplomática e proteção funcional

4. Consequência da responsabilidade internacional

5. A responsabilidade internacional dos indivíduos

6. A solução dos conflitos decorrentes de atos ilícitos dos Estados


CAPÍTULO 11
O DOMÍNIO PÚBLICO INTERNACIONAL
1. Espaços globais comuns

1.1. Domínio aquático

1.1.1. As águas interiores

1.1.2. O mar territorial

1.1.3. A zona contígua e a zona econômica exclusiva

1.1.4. A plataforma continental

1.1.5. Os fundos marinhos

1.1.6. O alto-mar

1.1.7. Os estreitos e canais

1.1.8. Rios internacionais

1.2. O polo norte

1.3. A Antártica

1.4. O domínio aéreo

1.4.1. O espaço aéreo

1.4.2. O espaço extra-atmosférico


CAPÍTULO 12
PROTEÇÃO INTERNACIONAL DA PESSOA HUMANA
1. Proteção internacional da pessoa humana

2. Direito Internacional Humanitário

2.1. Entes de assistência humanitária

2.2. Princípios do direito de Genebra

3. Direito Internacional dos Refugiados


CAPÍTULO 13
MIGRANTES, ESTRANGEIROS E APÁTRIDAS
1. Migrações

1.1. Tratados do regime protetivo aos migrantes

1.2. Casuística sobre migrações

1.3. Medidas compulsórias e migrações

2. Direito de asilo

3. Situação jurídica dos estrangeiros

4. Apatridia e polipatria

5. Proteção diplomática


CAPÍTULO 14
SOLUÇÃO DE CONFLITOS INTERNACIONAIS
1. Conflitos internacionais

1.1. Conceito e espécies

1.2. Meios pacíficos de solução de controvérsias internacionais

1.2.1. Meios diplomáticos

1.2.2. Meios políticos

1.2.3. Meios jurisdicionais

1.2.3.1. A solução por meio de arbitragem

1.2.3.2. Solução judiciária

1.3. Os conflitos armados

1.3.1. Intervenção do Conselho de Segurança das Nações Unidas

1.3.2. Operações de paz

1.3.3. Intervenções humanitárias


CAPÍTULO 15
DIREITO INTERNACIONAL PENAL (DIP)
1. A criminalidade no contexto internacional

1.1. Direito internacional penal

1.2. Direito penal internacional

1.3. Mandados expressos de criminalização

1.4. O crime de agressão

1.5. O crime de terrorismo

2. A justiça penal internacional

2.1. Origem da justiça penal internacional

2.2. O Tribunal Penal de Tóquio

2.3. O Tribunal Penal Internacional

2.4. Outros tribunais penais da atualidade


CAPÍTULO 16
DIREITO INTERNACIONAL DO MEIO AMBIENTE
1. Direito Internacional do Meio Ambiente

2. Evolução do Direito Internacional do Meio Ambiente

3. Evolução legislativa no Brasil

4. Conjunto convencional em matéria ambiental

5. Soft law ambiental


REFERÊNCIAS
ÍNDICE ALFABÉTICO REMISSIVO
  • Este arquivo ainda não possui nenhum comentário... seja o primeiro a comentar!

Você também pode gostar:

COMÉRCIO EXTERIOR EM TEMPOS DE COVID-19 POLÍTICA - ECONÔMIA - COMPORTAMENTO E MUITO COMÉRCIO EXTERIOR R$ 35,00
Direitos Sociais na Cidade Global Direitos Sociais e Educação Pública na Cidade Global R$ 68,00
ANÁLISE DA CLÁUSULA DE ELEIÇÃO DE FORO EM CONTRATOS INTERNACIONAIS QUE ENVOLVEM EMPRESAS EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL NO BRASIL . R$ 57,00
ASPECTOS RELEVANTES DA RESPONSABILIDADE INTERNACIONAL AMBIENTAL ANÁLISE CONTEMPORÂNEA R$ 56,00
PACTO DE SAN JOSE DE COSTA RICA COMENTADO - CONCORDADO - ANOTADO R$ 70,00
DIREITO INTERNACIONAL EM EVIDÊNCIA - VOL. II . R$ 49,00
Brasil e os Tratados A Relação entre o Direito Interno e o Direito Internacional à Luz da Convenção de Viena sobre Direito dos Tratados de 1969 R$ 94,00
ASSIMETRIAS GLOBAIS NO DIREITO INTERNACIONAL CONTEMPORÂNEO . R$ 42,00