Os standards de prova (standards of proof) são os critérios para que se considere suficientemente comprovada a veracidade ou falsidade de uma assertiva sobre um fato, em um processo jurisdicional. A função do standard é a distribuição do risco de eventual decisão errônea entre as partes. São dois os tipos de erros: considerar provado o que é falso, ou não considerar provado o que é verdadeiro. Ao se elevar o nível de suficiência probatória exigido, tem-se menos o erro de considerar provado o que é falso, mas mais o erro de não considerar provado o que é verdadeiro.
Editora: Editora Thoth
Categorias: Direito Processual Civil

Tags:

#Direito, #Processo

Autores:

Comentários
  • Este arquivo ainda não possui nenhum comentário... seja o primeiro a comentar!
Avaliações
  • Este arquivo ainda não possui nenhuma avaliação... seja o primeiro a avaliar!

ISBN: 978-65-86300-35-2

IDIOMA: Português

NÚMERO DE PÁGINAS: 178

NÚMERO DA EDIÇÃO: Edição Nº1

DATA DE PUBLICAÇÃO: Março/2021

Os standards de prova (standards of proof) são os critérios para que se considere suficientemente comprovada a veracidade ou falsidade de uma assertiva sobre um fato, em um processo jurisdicional. A função do standard é a distribuição do risco de eventual decisão errônea entre as partes. São dois os tipos de erros: considerar provado o que é falso, ou não considerar provado o que é verdadeiro. Ao se elevar o nível de suficiência probatória exigido, tem-se menos o erro de considerar provado o que é falso, mas mais o erro de não considerar provado o que é verdadeiro. Essa escolha é uma decisão político-moral, em que se leva em conta a gravidade do erro, conforme a importância do bem afetado pela consequência jurídica e o grau de afetação. O julgador necessariamente tem de avaliar os elementos de prova que sustentam a narrativa formulada pelas partes para proferir uma decisão e a racionalidade dessa decisão depende de a consideração sobre esse suporte ser ou não suficiente para amparar as alegações. A finalidade desse estudo consiste na investigação de quais são os critérios que orientam a suficiência da prova, como funcionam e quais podem ser utilizados no direito processual civil brasileiro.
SOBRE O AUTOR

AGRADECIMENTOS

PREFÁCIO



INTRODUÇÃO



CAPÍTULO 1

PRESSUPOSTOS PARA A COMPREENSÃO DOS STANDARDS DE PROVA

1 Do raciocínio probatório

2 Do raciocínio judicial decisório e justificativo

3 Da valoração da prova

3.1 Da valoração: conceito e método

3.2 Dos sistemas de valoração da prova

4 Da concepção de standard probatório

5 Da verdade como correspondência e do caráter epistêmico do processo

6 Das teorias probabilísticas

7 Das considerações políticas e metodológicas

8 Conclusão do capítulo



CAPÍTULO 2

OS STANDARDS NO SISTEMA COMMON LAW

1 Das limitações cognitivas

2 Onde estão os critérios de valoração e de suficiência da prova?

3 Beyond a reasonable doubt

3.1 Dos primórdios do common law

3.2 Do surgimento do primeiro standard

3.3 Da divergência quanto ao significado

3.4 Possíveis compreensões

4 Preponderance of evidence

4.1 Da origem do critério da preponderância

4.2 Das compreensões iniciais

4.3 Da compreensão de Taruffo

5 Clear and convincing evidence

6 Algumas contribuições contemporâneas

6.1 Da proposta de Ferrer Beltrán

6.2 Do ceticismo de González Lagier

7 Conclusão do capítulo



CAPÍTULO 3

OS STANDARDS NO PROCESSO CIVIL BRASILEIRO

1 Do esforço dos teóricos

2 Da presença dos standards na jurisprudência

3 Da presença dos standards na legislação

4 Da aplicação dos standards no processo civil brasileiro

4.1 Das ações civis meramente patrimoniais

4.2 Das ações civis especiais

4.3 Do standard na tutela provisória

4.4 Do standard recursal

4.5 A quem incumbe a fixação do standard?

4.6 Do momento processual adequado para o juiz fixar um standard e da impugnação

4.7 Da redução do standard em razão da dificuldade probatória e do comportamento das partes

4.8 Da justificação do standard na motivação

5 Conclusão do capítulo



CONSIDERAÇÕES FINAIS

REFERÊNCIAS
  • Este arquivo ainda não possui nenhum comentário... seja o primeiro a comentar!

Você também pode gostar:

SUPERAÇÃO DE PRECEDENTES DA NECESSÁRIA VIA PROCESSUAL E O USO DA RECLAMAÇÃO PARA SUPERAR E INTERPRETAR PRECEDENTES R$ 59,00
A DEMOCRATIZAÇÃO DA PROVA NO PROCESSO CIVIL BASES PRINCIPIOLÓGICAS E LIMITES À BUSCA DA VERDADE R$ 52,50
AMICUS CURIAE NO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL DE 2015 SUAS DUAS FUNÇÕES R$ 56,00
JUSTIÇA DIGITAL Implicações sobre a proteção de dados pessoais, solução on-line de conflitos e desjudicialização R$ 59,00
A Formação Desportiva e o Direito do Trabalho A Criança e o Adolescente no Esporte R$ 45,00
PRACTICA CIVIL E COMERCIAL . R$ 47,00
A FUNÇÃO RECURSAL DAS CONTRARRAZÕES À APELAÇÃO E AO RECURSO ORDINÁRIO DO CPC/2015 AO PROCESSO DO TRABALHO R$ 52,00
ESTABILIZAÇÃO DA TUTELA ANTECIPADA UM ESTUDO PRAGMÁTICO R$ 56,00