A presente obra surge com o objetivo de trazer as linhas essenciais do processo civil no que diz respeito aos instrumentos de controle das decisões. Com acuidade técnica e sempre voltado à prática e à jurisprudência mais recente dos Tribunais Superiores, é utilizada uma linguagem moderna e comprometida com a teoria do direito e com os princípios basilares do Estado Democrático de Direito.
Editora: Editora Thoth
Categorias: Direito Processual Civil

Tags:

#Ação Rescisória, #Coisa Julgada, #Fundamentação, #Processo Civil, #Recursos, #Recursos Cíveis

Autores:

Comentários
  • Este arquivo ainda não possui nenhum comentário... seja o primeiro a comentar!
Avaliações
  • Livro muito bom e didático.

    05/11/2021  

ISBN: 978-65-5959-171-8

IDIOMA: Português

NÚMERO DE PÁGINAS: 425

NÚMERO DA EDIÇÃO: 1ª Edição

DATA DE PUBLICAÇÃO: Outubro / 2021

A presente obra surge com o objetivo de trazer as linhas essenciais do processo civil no que diz respeito aos instrumentos de controle das decisões. Com acuidade técnica e sempre voltado à prática e à jurisprudência mais recente dos Tribunais Superiores, é utilizada uma linguagem moderna e comprometida com a teoria do direito e com os princípios basilares do Estado Democrático de Direito. O sistema recursal e as ações autônomas de impugnação das decisões contidas no Código de Processo Civil foram tratadas à luz da teoria e da prática forense, com atenção às principais orientações do STJ e do STF, com intenção de contribuir tanto com estudantes de graduação e especialização em formação, como com profissionais que enfrentam em seu dia a dia o sistema recursal cível nos juízos e tribunais.
OS AUTORES

APRESENTAÇÃO



CAPÍTULO 1

PRONUNCIAMENTOS JUDICIAIS

1 Conceito

2 Espécies

2.1 Sentença

2.2 Decisão interlocutória

2.3 Despacho

2.4 Decisão monocrática

2.5 Acórdão

3 Fiscalização dos pronunciamentos

3.1 Remédios jurídicos

3.2 Dever de fundamentação

3.3 Observância dos padrões decisórios



CAPÍTULO 2

COISA JULGADA

1 Introdução

2 Classificações

2.1 Coisa julgada formal e material

2.2 Coisa julgada total e parcial

2.3 Coisa julgada pro et contra, secundum eventum litis e secundum eventum probationis

3 Coisa julgada material

3.1 Conceito

3.2 Funções

3.3 Limites

3.3.1 Limites objetivos

3.3.2 Limites subjetivos

3.3.3 Limites temporais

3.4 Eficácia preclusiva

3.5 Controle prévio e posterior



CAPÍTULO 3

FUNDAMENTOS DO DIREITO DE RECORRER



CAPÍTULO 4

RECURSOS: CONCEITO E CLASSIFICAÇÃO

1 Conceito

2 Classificações relevantes

2.1 Recurso ordinário ou extraordinário

2.2 Recurso total ou parcial

2.3 Recurso de fundamentação livre ou vinculada

2.4 Recurso principal ou recurso adesivo

3 Quadro-sinótico



CAPÍTULO 5

PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS

1 Princípio do duplo grau

2 Princípio da taxatividade

3 Princípio da singularidade | unirrecorribilidade| unidade

4 Princípio da fungibilidade

5 Princípio da dialeticidade

6 Princípio da voluntariedade

7 Princípio da irrecorribilidade das decisões interlocutórias

8 Princípio da complementaridade

9 Princípio da consumação

10 Princípio da proibição de reformatio in pejus



CAPÍTULO 6

ADMISSIBILIDADE E MÉRITO RECURSAL

1 Introdução: admissibilidade versus mérito recursal

2 Admissibilidade recursal

2.1 Requisitos intrínsecos

2.1.1 Cabimento

2.1.2 Legitimidade

2.1.3 Interesse recursal

2.1.4 Inexistência de fato impeditivo ou extintivo

2.2 Requisitos extrínsecos

2.2.1 Tempestividade

2.2.2 Regularidade formal

2.2.3 Preparo

3 Mérito recursal



CAPÍTULO 7

EFEITOS DOS RECURSOS

1 Efeito obstativo

2 Efeito devolutivo

3 Efeito suspensivo

4 Efeito translativo

5 Efeito expansivo

6 Efeito substitutivo

7 Efeito regressivo

8 Efeito diferido



CAPÍTULO 8

APELAÇÃO

1 Conceito

2 Admissibilidade

3 Efeitos

4 Procedimento

5 Questões novas na apelação: possibilidade



CAPÍTULO 9

AGRAVOS: UMA APRESENTAÇÃO CONJUNTA

Introdução

1 Sistemática anterior

2 Sistemática atual



CAPÍTULO 10

AGRAVO DE INSTRUMENTO

1 Conceito

2 Admissibilidade

2.1 Cabimento

2.2 Demais requisitos

3 Efeitos e antecipação da tutela recursal

4 Procedimento



CAPÍTULO 11

AGRAVO INTERNO

1 Conceito

2 Admissibilidade

3 Efeitos

4 Procedimento

5 Questões controvertidas

5.1 Recurso manifestamente inadmissível e multa

5.2 Fungibilidade



CAPÍTULO 12

EMBARGOS DE DECLARAÇÃO

1 Conceito

2 Admissibilidade

3 Efeitos

4 Procedimento

5 Questões controvertidas

5.1 Prequestionamento provocado, ficto ou explícito

5.2 Sucessão de embargos declaratórios

5.3 Recurso manifestamente protelatório e multa

5.4 Ratificação de recurso anterior

5.5 Fungibilidade



CAPÍTULO 13

RECURSOS EXCEPCIONAIS

1 Introdução

2 Características

2.1 Admissibilidade

2.2 Exigem o esgotamento das instâncias ordinárias

2.3 Exigem prequestionamento

2.4 Não admitem reanálise do conjunto fático-probatório

2.5 Interposição simultânea e fungibilidade

2.6 O exame de admissibilidade é desdobrado

2.7 Admitem a modalidade adesiva

2.8 Desnecessidade de ratificação

3 Efeitos

3.1 Efeito devolutivo

3.2 Efeito suspensivo

4 Procedimento

5 Regime jurídico dos recursos repetitivos



CAPÍTULO 14

RECURSO EXTRAORDINÁRIO

1 Conceito

2 Admissibilidade (cabimento)

2.1 Condições genéricas

2.1.1 Esgotamento das instâncias ordinárias

2.1.2 Prequestionamento

2.1.3 Repercussão geral

2.3 Condições específicas

2.3.1 Contrariar dispositivo da constituição

2.3.2 Declarar a inconstitucionalidade de tratado ou lei federal

2.3.3 Julgar válida lei ou ato de governo local em face da constituição

2.3.4 Julgar válida lei local em face de lei federal



CAPÍTULO 15

RECURSO ESPECIAL

1 Conceito

2 Admissibilidade (cabimento)

2.1 Condições genéricas

2.1.1 Esgotamento das instâncias ordinárias nos tribunais

2.1.2 Prequestionamento

2.2 Condições específicas

2.2.1 Contrariar tratado ou lei federal, ou negar-lhes vigência

2.2.2 Julgar válido ato de governo local contestado em face de lei federal

2.2.3 Dar interpretação divergente em lei federal: dissídio jurisprudencial



CAPÍTULO 16

AGRAVO DE ADMISSÃO (AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL E EM RECURSO EXTRAORDINÁRIO)

1 Conceito

2 Admissibilidade

3 Efeitos

4 Procedimento



CAPÍTULO 17

EMBARGOS DE DIVERGÊNCIA

1 Conceito

2 Admissibilidade

3 Efeitos

4 Procedimento



CAPÍTULO 18

RECURSO ORDINÁRIO CONSTITUCIONAL

1 Conceito

2 Admissibilidade

2.1 Cabimento perante o Superior Tribunal de Justiça

2.2 Cabimento perante o Supremo Tribunal Federal

3 Efeitos

4 Procedimento



CAPÍTULO 19

INCIDENTE DE RESOLUÇÃO DE DEMANDAS REPETITIVAS

1 Conceito

2 Natureza jurídica

3 Pressupostos

3.1 Efetiva repetição de processos sobre a mesma questão de direito

3.2 Risco de ofensa à isonomia e à segurança jurídica

3.3 Ausência de afetação da tese jurídica perante os tribunais superiores

4 Legitimidade

5 Efeitos

5.1 Em razão da admissibilidade: suspensão dos processos

5.2 Em razão do julgamento: fixação da tese para casos pendentes e futuros

6 Procedimento

6.1 Instauração

6.2 Juízo de admissibilidade

6.3 Instrução

6.4 Julgamento

6.5 Recursos cabíveis

7 Revisão da tese



CAPÍTULO 20

INCIDENTE DE ASSUNÇÃO DE COMPETÊNCIA

1 Conceito

2 Natureza jurídica

3 Pressupostos

4 Legitimidade

5 Efeitos

5.1 Em razão da admissibilidade: mudança da competência

5.2 Em razão do julgamento: fixação da tese

6 Procedimento

6.1 Instauração

6.2 Juízo de admissibilidade

6.3 Julgamento

7 Revisão da tese



CAPÍTULO 21

AÇÃO RESCISÓRIA

1 Conceito

2 Admissibilidade

2.1 Decisão transitada em julgado

2.2 Decisão rescindível

2.3 Afirmação da hipótese de rescindibilidade

3 Hipóteses de rescindibilidade

3.1 Decisão proferida mediante prevaricação, concussão ou corrupção do juiz

3.2 Decisão proferida por juiz impedido ou por juízo absolutamente incompetente

3.3 Decisão que resultar de dolo ou coação da parte vencedora em detrimento da parte vencida ou, ainda, de simulação ou colusão entre as partes, a fim de fraudar a lei

3.4 Decisão que ofender a coisa julgada

2.5 Decisão que violar manifestamente norma jurídica

3.6 Decisão fundada em prova falsa

3.7 Decisão com prova nova obtida pelo autor e cuja existência ignorava ou de que não pôde fazer uso, capaz, por si só, de lhe assegurar pronunciamento favorável

3.8 Decisão fundada em erro de fato verificável do exame dos autos

3.9 Decisão de partilha com dolo, coação, erro essencial ou preterição

4 Legitimidade

5 Competência

6 Procedimento

6.1 Petição inicial

6.2 Posturas do relator

6.3 Tutela provisória

6.4 Posturas do réu

6.5 Ministério Público

6.6 Instrução

6.7 Julgamento

6.8 Recursos e impugnações

6.9 Cumprimento

7 Efeitos do julgamento

8 Decadência do direito à rescisão



CAPÍTULO 22

QUERELA NULLITATIS INSANABILIS

1 Conceito

2 Admissibilidade

3 Procedimento

4 Efeitos



CAPÍTULO 23

RECLAMAÇÃO

1 Conceito

2 Admissibilidade

3 Procedimento

4 Efeitos do julgamento



CAPÍTULO 24

MANDADO DE SEGURANÇA CONTRA DECISÃO JUDICIAL

1 Conceito

2 Admissibilidade

3 Procedimento

4 Efeitos



CAPÍTULO 25

PROCESSO NOS TRIBUNAIS

1 Introdução

2 Competências

2.1 Competência recursal

2.2 Competência originária

3 Procedimento

3.1 Distribuição

3.2 Atuação do relator

3.2.1 Decisão sobre a condução do processo

3.2.2 Decisão sobre a tutela provisória

3.2.3 Decisão de inadmissão do recurso

3.2.4 Decisão para negar provimento a recurso

3.2.5 Decisão para dar provimento a recurso

3.2.6 Elaboração de relatório e voto

3.3 Ministério Público

3.4 Atuação do revisor

3.5 Julgamento colegiado

3.5.1 Publicação da pauta

3.5.2 Abertura da sessão

3.5.3 Exposição do relator

3.5.4 Sustentação oral

3.5.5 Deliberação do colegiado

3.5.6 Apuração dos votos

3.5.7 Proclamação do resultado

3.5.8 Formação e publicação do acórdão

3.6 Honorários recursais

4 Incidentes

4.1 Ampliação do quórum (art. 942)

4.2 Incidente de assunção de competência

4.3 Incidente de resolução de demandas repetitivas

4.4 Conversão em diligência

4.5 Suspensão por pedido de vista

4.6 Suspensão por fato superveniente

4.7 Modificação de voto

4.8 Incidente de declaração de inconstitucionalidade

4.9 Questões de ordem e pela ordem



CAPÍTULO 26

A PANDEMIA DO CORONAVÍRUS (COVID-19) E OS RECURSOS

1 Introdução

2 Natureza jurídica da pandemia na perspectiva do processo civil

2.1 A pandemia como desastre global

2.2 A pandemia como motivo de força-maior

3 Reflexos na admissibilidade recursal

3.1 Requisitos intrínsecos

3.2 Requisitos extrínsecos, em especial a tempestividade

4 Reflexos no procedimento do julgamento

4.1 A ascensão dos meios tecnológicos

4.2 Sessões de julgamento “virtual” e “telepresencial”



REFERÊNCIAS
  • Este arquivo ainda não possui nenhum comentário... seja o primeiro a comentar!

Você também pode gostar:

Manual de Direito do Consumidor . R$ 108,00
Faces da Dignidade da Pessoa Humana . R$ 168,00
APONTAMENTOS SOBRE AS FORMALIDADES DO PROCESSO CIVIL . R$ 45,00
PROCESSO COLETIVO ENTRE REPRESENTATIVIDADE E VINCULAÇÃO R$ 59,00
SHAM LITIGATION - O ABUSO DO DIREITO DE DEMANDAR NO ORDENAMENTO JURÍDICO BRASILEIRO . R$ 51,00
PROCESSO CIVIL, DIREITOS FUNDAMENTAIS PROCESSUAIS E DESENVOLVIMENTO FLEXOS E REFLEXOS DE UMA RELAÇÃO R$ 56,00
COLETIVIZAÇÃO E UNIDADE DO DIREITO - VOL. II . R$ 126,00
COLETIVIZAÇÃO E UNIDADE DO DIREITO . R$ 70,00