“O tema abordado neste livro é de singular relevância para se pensar as relações de trabalho em âmbito do cuidado, mas também a vida contemporânea e seus desafios sociopolíticos. O que caracteriza a obra, consolidada em anos de acurada investigação científica, para além de sua sensibilidade intelectual, é sua perspectiva moral: não é mais possível deixar de reconhecer e remunerar o trabalho dedicado à reprodução humana. A percepção dos conflitos ocultos que subjazem a sociedade moderna, nos impõe refletir sobre o tempo de vida humana expendido com atividades de cuidado, sua parca remuneração, seu não reconhecimento social, seus não direitos previdenciários. Isso só pode ser compreendido se devidamente expostas as vísceras de um sistema imbricado de fatores transversais à subjetivação das relações remuneratórias, como a localidade do trabalho, a divi-são social do trabalho por classes, a disparidade de remuneração por especificidade de atividade laborativa, a exaustão provocada por determina-das atividades que requerem paciência, afeto, preocupação e outras habilidades que envolvem a perspectiva do cuidado. Essas, dentre outras, são clivagens analisadas pela autora e, partir de suas proposições, sabemos que não mais podem ser negligenciadas.” Lucas de Alvarenga Gontijo - Professor da PUC Minas e da Faculdade de Direito Milton Campos.
Categorias: Direito do Trabalho

Tags:

#Desafios Sociopolíticos

Autores:

Comentários
  • Este arquivo ainda não possui nenhum comentário... seja o primeiro a comentar!
Avaliações
  • Este arquivo ainda não possui nenhuma avaliação... seja o primeiro a avaliar!

ISBN: 9786555894585

IDIOMA: Português

NÚMERO DE PÁGINAS: 154

NÚMERO DA EDIÇÃO: 1ª Edição

DATA DE PUBLICAÇÃO: 2022

“O tema abordado neste livro é de singular relevância para se pensar as relações de trabalho em âmbito do cuidado, mas também a vida contemporânea e seus desafios sociopolíticos. O que caracteriza a obra, consolidada em anos de acurada investigação científica, para além de sua sensibilidade intelectual, é sua perspectiva moral: não é mais possível deixar de reconhecer e remunerar o trabalho dedicado à reprodução humana. A percepção dos conflitos ocultos que subjazem a sociedade moderna, nos impõe refletir sobre o tempo de vida humana expendido com atividades de cuidado, sua parca remuneração, seu não reconhecimento social, seus não direitos previdenciários. Isso só pode ser compreendido se devidamente expostas as vísceras de um sistema imbricado de fatores transversais à subjetivação das relações remuneratórias, como a localidade do trabalho, a divi-são social do trabalho por classes, a disparidade de remuneração por especificidade de atividade laborativa, a exaustão provocada por determina-das atividades que requerem paciência, afeto, preocupação e outras habilidades que envolvem a perspectiva do cuidado. Essas, dentre outras, são clivagens analisadas pela autora e, partir de suas proposições, sabemos que não mais podem ser negligenciadas.” Lucas de Alvarenga Gontijo - Professor da PUC Minas e da Faculdade de Direito Milton Campos.
.
  • Este arquivo ainda não possui nenhum comentário... seja o primeiro a comentar!

Você também pode gostar:

Prática Trabalhista nos Tribunais TRT's e TST R$ 78,00
DEBATES SOBRE O DIREITO TRABALHISTA EMPRESARIAL . Gratuito
CURSO DE DIREITO DO TRABALHO . R$ 133,13
O Teletrabalho na Legislação Brasileira e sua Multidisciplinaridade Aspectos Teóricos e Práticos R$ 68,00
DIREITO DO TRABALHO E NOVAS TECNOLOGIAS IMPACTO DA REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA NAS RELAÇÕES DE TRABALHO E NOVA RACIONALIDADE JURÍDICA R$ 53,00
DUMPING SOCIAL CAUSA, EFEITOS E MEIOS DE REPREENSÃO R$ 88,00
ESTRATÉGIAS DA ADVOCACIA NO TST . R$ 198,00
ADVOCACIA TRABALHISTA . R$ 98,00