Discorrer sobre os danos extrapatrimoniais é, antes de tudo um ato de coragem intelectual, porque implica a abordagem de questão cercada de grande controvérsia, e aqui o autor nos permite visitar o fruto de sua dissertação de Mestrado, defendida e aprovada por unanimidade por qualificada banca examinadora e conhecer seu sólido posicionamento de que a punição por si só não previne. A obra verticaliza conhecimento aos já familiarizados com a responsabilidade civil contemporânea, ao mesmo tempo em que representa um bom início aos que pretendem descortinar o tema, uma vez que o livro aborda desde o estado da arte, perpassando pela terminologia “dano extrapatrimonial”, que, segundo o autor, traria um pouco mais de ordem ao assunto, pois quando o ofendido demonstra quais os danos que efetivamente sofreu, permite-se ao julgador uma análise mais precisa na extensão do dano.
Editora: Editora Thoth
Categorias: Direito Civil

Tags:

#Danos extrapatrimoniais, #Direito Civil, #Função punitiva, #Função ressarcitória, #responsabilidade civil

Autores:

Comentários
  • Este arquivo ainda não possui nenhum comentário... seja o primeiro a comentar!
Avaliações
  • Este arquivo ainda não possui nenhuma avaliação... seja o primeiro a avaliar!

ISBN: 978-65-5959-230-2

IDIOMA: Português

NÚMERO DE PÁGINAS: 206

NÚMERO DA EDIÇÃO:

DATA DE PUBLICAÇÃO: fevereiro/2022

Discorrer sobre os danos extrapatrimoniais é, antes de tudo um ato de
coragem intelectual, porque implica a abordagem de questão cercada de grande
controvérsia, e aqui o autor nos permite visitar o fruto de sua dissertação
de Mestrado, defendida e aprovada por unanimidade por qualificada banca
examinadora e conhecer seu sólido posicionamento de que a punição por si
só não previne.
A obra verticaliza conhecimento aos já familiarizados com a
responsabilidade civil contemporânea, ao mesmo tempo em que representa
um bom início aos que pretendem descortinar o tema, uma vez que o
livro aborda desde o estado da arte, perpassando pela terminologia “dano
extrapatrimonial”, que, segundo o autor, traria um pouco mais de ordem ao
assunto, pois quando o ofendido demonstra quais os danos que efetivamente
sofreu, permite-se ao julgador uma análise mais precisa na extensão do dano.
.
  • Este arquivo ainda não possui nenhum comentário... seja o primeiro a comentar!

Você também pode gostar:

PODER JUDICIÁRIO E ESTADO DE DIREITO LIMITES E POSSIBILIDADES PARA UMA JURISDIÇÃO DEMOCRÁTICA - VOL I VOL I R$ 59,00
A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL COMO PESSOA? RESPONSABILIDADE E PERSONALIDADE DE ENTES ARTIFICIAIS E O DIREITO BRASILEIRO R$ 54,00
DIREITO E COMUNICAÇÃO DIÁLOGOS, DESAFIOS E PERSPECTIVAS R$ 66,00
DIREITO E SOCIEDADE DISCUSSÕES CÍVEIS NO BRASIL ATUAL Gratuito
HERANÇA DIGITAL NO BRASIL APORTES PRELIMINARES R$ 54,60
DIREITO CIVIL MANUAL DOUTRINÁRIO E JURISPRUDENCIAL . R$ 288,00
NEGÓCIOS JURÍDICOS CONTEMPORÂNEOS . R$ 56,00
A PEQUENA EMPRESA COMO OBJETO DE OBSERVAÇÕES ACADÊMICAS R$ 63,00