O teletrabalho, considerado pelos autores o fenômeno mais impactante no mundo do trabalho nos últimos anos, é um instituto do Direito do Trabalho que carece de regulamentação exaustiva - já que a CLT traz, especificamente, apenas sete artigos a seu respeito. A realidade experimentada pela maioria dos empregadores indica que as lides decorrentes do labor telepresencial inundarão o Poder Judiciário. O estudo aprofundado sobre a temática é a proposta da obra. Os autores realizaram incontáveis leituras, debates e reflexões em conjunto, na tentativa de imaginar interpretações possíveis acerca dos dispositivos contidos na CLT que tratam sobre do teletrabalho, os quais são detalhadamente analisados. Além do exame do instituto com base na \"legislação ordinária\" (CLT), também propõe-se a sua análise com foco no período pandêmico, sendo a Medida Provisória nº 927/20 sua regulação de urgência. No final, destina-se um capítulo inteiro para abordar o teletrabalho e a sua multidisciplinaridade, ocasião em que se discute a sua intersecção entre diversos institutos de direito material e de direito processual do trabalho.
Editora: Editora Mizuno
Categorias: Direito do Trabalho

Tags:

#Direito do Trabalho, #Processo do trabalho

Autores:

Comentários
  • Este arquivo ainda não possui nenhum comentário... seja o primeiro a comentar!
Avaliações
  • Este arquivo ainda não possui nenhuma avaliação... seja o primeiro a avaliar!

ISBN: 9786555262452

IDIOMA: Português

NÚMERO DE PÁGINAS: 187

NÚMERO DA EDIÇÃO: 1ª Edição

DATA DE PUBLICAÇÃO: Junho/2021

O teletrabalho, considerado pelos autores o fenômeno mais impactante no mundo do trabalho nos últimos anos, é um instituto do Direito do Trabalho que carece de regulamentação exaustiva - já que a CLT traz, especificamente, apenas sete artigos a seu respeito. A realidade experimentada pela maioria dos empregadores indica que as lides decorrentes do labor telepresencial inundarão o Poder Judiciário. O estudo aprofundado sobre a temática é a proposta da obra. Os autores realizaram incontáveis leituras, debates e reflexões em conjunto, na tentativa de imaginar interpretações possíveis acerca dos dispositivos contidos na CLT que tratam sobre do teletrabalho, os quais são detalhadamente analisados. Além do exame do instituto com base na "legislação ordinária" (CLT), também propõe-se a sua análise com foco no período pandêmico, sendo a Medida Provisória nº 927/20 sua regulação de urgência. No final, destina-se um capítulo inteiro para abordar o teletrabalho e a sua multidisciplinaridade, ocasião em que se discute a sua intersecção entre diversos institutos de direito material e de direito processual do trabalho. A obra, pela importância social, econômica e jurídica que envolve o teletrabalho, é direcionada a diversos profissionais, como os que atuam nas áreas do direito (advogados, magistrados, procuradores do trabalho, agentes fiscais do trabalho, servidores, peritos etc.), da administração de empresas, da contabilidade, de recursos humanos, da psicologia, de recrutamento de pessoal, medicina do trabalho etc. O objetivo principal é lançar interpretações possíveis sobre a legislação nacional atinente ao teletrabalho, com a certeza de que haverá discordâncias e de que o fenômeno apresenta constantes mutações.

Tópicos abordados
APÊNDICE ON-LINE: Exame da MP 1.046/21 e da Lei 14.151/21
Análise artigo por artigo
Exemplos e modelos práticos
Quadros esquemáticos e QR Codes
Direitos individual, coletivo e processual do trabalho
Fonte de pesquisa profissional e acadêmica
CAPÍTULO I
O TELETRABALHO NA LEGISLAÇÃO TRABALHISTA BRASILEIRA
1 Lei nº 12.551/2011: o teletrabalho antes da 1ª Reforma Trabalhista

2 Lei nº 13.467/2017: 1ª Reforma Trabalhista

2.1 Artigo 75-A da CLT

2.2 Artigo 75-B da CLT

2.2.1 Conceito

2.2.2 Local de trabalho

2.3 Artigo 75-C da CLT

2.3.1 Contrato expresso

2.3.2 Especificação das atividades que serão realizadas pelo empregado

2.3.3 Prazos de transição

2.4 Artigo 75-D da CLT

2.4.1 Aquisição, manutenção ou fornecimento de equipamentos e infraestrutura necessária e adequada para a prestação de trabalho

2.4.2 Reembolso de despesas suportadas pelo empregado

2.4.3 Salário-utilidade

2.4.4 Aluguel de equipamentos pertencentes ao empregado

2.4.5 Ocupação de espaço da residência do empregado

2.4.6 Ausência de previsão contratual

2.5 Artigo 75-E da CLT

2.5.1 O dever de instrução patronal com a finalidade de evitar doenças e acidentes

2.5.2 O direito patronal de fiscalização do ambiente laboral do teletrabalhador

2.5.3 Responsabilidade do tele-empregado

2.6 Artigo 62, III, da CLT

2.6.1 Viabilidade de controle da jornada

2.6.2 Teletrabalho com jornada controlada

2.6.3 Autorização para a realização de horas extras

2.6.4 Intervalos e labor noturno

2.6.5 Pausas especiais

2.6.6 Sobreaviso

2.6.7 Redes sociais e aplicativos de comunicação. Matéria probatória

2.7 Artigo 611-A, VIII, da CLT


CAPÍTULO II
O TELETRABALHO PANDÊMICO/DE URGÊNCIA
1 A Pandemia do Coronavírus

2 A Medida Provisória nº 927/2020

2.1 Artigo 3º, inciso I

2.2 Artigo 4º, caput

2.3 Artigo 4º, parágrafo 1º

2.4 Artigo 4º, parágrafo 2º

2.5 Artigo 4º, parágrafo 3º

2.6 Artigo 4º, parágrafo 4º

2.7 Artigo 4º, parágrafo 5º

2.8 Artigo 5º

2.9 Artigo 33

2.10 Artigo 36

2.11 Conclusão da análise da MP 927. Lacuna importante: saúde do trabalhador

2.12 Perda da eficácia da MP 927


CAPÍTULO III
O TELETRABALHO E SUA MULTIDISCIPLINARIDADE
1 Adicional de insalubridade: ruído

2 Adicional de transferência

3 Assédio moral por competência ou por produtividade

4 Assédio sexual e o teletrabalho

5 Diferenças salariais. Acúmulo de funções

6 “Dress code”

7 Enquadramento sindical. Normas coletivas

8 Equiparação salarial. Competência territorial

9 Greve telepresencial

10 Lei geral de proteção de dados – LGPD

10.1 Conceitos e fases contratuais

10.2 Dados de clientes e segurança de dados

10.3 Tratamento inadequado de dados por parte do empregado

11 Nota Técnica nº 17/2020 – MPT

12 Repousos semanais remunerados e feriados

13 Teste de detecção de Covid-19. Vacinação

14 Uso de e-mail

15 Vale-transporte e vale-refeição


APÊNDICE

REFERÊNCIAS
  • Este arquivo ainda não possui nenhum comentário... seja o primeiro a comentar!

Você também pode gostar:

ESTRATÉGIAS DA ADVOCACIA NO TST . R$ 198,00
DIREITO DO TRABALHO E NOVAS TECNOLOGIAS IMPACTO DA REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA NAS RELAÇÕES DE TRABALHO E NOVA RACIONALIDADE JURÍDICA R$ 53,00
Neopopulismo e Direito do Trabalho . R$ 98,00
DIREITO DO TRABALHO SEGUNDO O PRINCÍPIO DA VALORIZAÇÃO DO TRABALHO HUMANO REFORMA TRABALHISTA DE 2017 E AS MUDANÇAS DE PARADIGMAS R$ 63,00
AUDIÊNCIA TRABALHISTA TEORIA E PRÁTICA - 2ª EDIÇÃO R$ 78,00
SÍNDROME DE BURNOUT UMA INVOLUÇÃO DO TRABALHO HUMANO QUE PODE SER INDENIZADO R$ 75,00
DIGNIDADE E TRABALHO INCLUSÃO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA NO MERCADO DE TRABALHO R$ 40,00
A DINÂMICA DA ECONOMIA NA VALORIZAÇÃO DO TRABALHO HUMANO E NO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO EM TEMPOS DE CRISE . R$ 56,00