O escritor português Júlio Dantas deixou registrado, quando membro da Academia de Ciências de Lisboa, a seguinte frase: “Não ter história é quase não ter nome; é quase não ter pátria”.
Editora: EDITORA CRV
Categorias: História

Tags:

#Genealogia, #História do Brasil, #Religião

Autores:

Comentários
  • Este arquivo ainda não possui nenhum comentário... seja o primeiro a comentar!
Avaliações
  • Este arquivo ainda não possui nenhuma avaliação... seja o primeiro a avaliar!

ISBN: 978-65-251-1952-6

IDIOMA: português

NÚMERO DE PÁGINAS: 150

NÚMERO DA EDIÇÃO: 1

DATA DE PUBLICAÇÃO: Editora CRV

O escritor português Júlio Dantas deixou registrado, quando membro da Academia de Ciências de Lisboa, a seguinte frase: “Não ter história é quase não ter nome; é quase não ter pátria”. Refletindo as palavras do português, resolvemos escrever esta obra com um único objetivo: legar ao leitor e, especialmente, à cidade de Chaval uma considerável fonte sobre a sua memória histórica, ou melhor, os fatos e os acontecimentos étnicos de sua gente, desde os primeiros povoadores.
  • Este arquivo ainda não possui nenhum comentário... seja o primeiro a comentar!

Você também pode gostar:

A ideia de civilização nas imagens da Amazônia (1865 – 1908) . R$ 69,00
Mulheres impressas tramas de amor, honra e violência no espaço Manauara R$ 54,60
O INFERNO DE CLEVELÂNDIA E OUTROS INFERNOS Série: BANCO DE MEMÓRIAS – Volume XXXVII R$ 64,80
MOVIMENTOS NEGROS E LUTAS ANTIRRACISTAS NO BRASIL E COLÔMBIA . R$ 49,00
DEMOCRACY DELIVERS: A INTERVENÇÃO DOS EUA NA VENEZUELA CHAVISTA . R$ 52,00
Imprensa e poder em Santa Catarina na segunda república R$ 51,48
O TRÁFICO DE ESCRAVOS PARA O MARANHÃO súplicas, embaraços e distinções (séculos XVII-XVIII) R$ 43,20
ESCRAVOS DA RELIGIÃO FAMÍLIA E COMUNIDADE NA FAZENDA SÃO BENTO DE IGUASSÚ (RECÔNCAVO DO RIO DE JANEIRO, SÉCULO XIX) R$ 55,00