Esse livro começou a ser esboçado no ano de 2016, quando fui professor substituto de Ensino de História e História do Brasil na Universidade Federal de Alagoas.
Editora: EDITORA CRV
Categorias: História

Tags:

#Ensino de História, #Eurocentrismo, #História do Brasil

Autores:

Comentários
  • Este arquivo ainda não possui nenhum comentário... seja o primeiro a comentar!
Avaliações
  • Este arquivo ainda não possui nenhuma avaliação... seja o primeiro a avaliar!

ISBN: 978-65-251-2368-4

IDIOMA: português

NÚMERO DE PÁGINAS: 172

NÚMERO DA EDIÇÃO: 1

DATA DE PUBLICAÇÃO: Editora CRV

Esse livro começou a ser esboçado no ano de 2016, quando fui professor substituto de Ensino de História e História do Brasil na Universidade Federal de Alagoas. Durante as aulas, a partir da interação com meus amigos-alunos, percebia que havia uma polifonia a ser problematizada quando discutíamos o eurocentrismo. Inevitavelmente, esbarrávamos nas discussões sobre as identidades brasileira e latino-americana. Afinal, decidir o que é ou não um conteúdo eurocêntrico de história remete a perceber uma demarcação forânea que porventura aliena e desloca a experiência de algo que é considerado “interno”, “próprio” ou “seu”. Como os alunos-futuros-professores-de-história entendiam a brasilidade? Como concebiam esse constructo histórico? Quais eram as estratégias e usos do passado reivindicados nas suas narrativas?
Apesar de ter pistas sobre o caminho do que era ser eurocêntrico, ainda me deparava em meio a distintas visões sobre o mesmo significado. Se haveria uma polissemia interpretativa ao realizarmos uma história do conceito de eurocentrismo, de que maneira esse debate chegava aos livros didáticos? Diante das dúvidas, era preciso atingir locais mais áridos de investigação e promover uma interação entre a teoria da história, a história dos conceitos e história intelectual e a relação destas com o ensino.
  • Este arquivo ainda não possui nenhum comentário... seja o primeiro a comentar!

Você também pode gostar:

O INFERNO DE CLEVELÂNDIA E OUTROS INFERNOS Série: BANCO DE MEMÓRIAS – Volume XXXVII R$ 64,80
Pandemia e retomada pessoas e empresas R$ 58,72
Motel Brasil uma antropologia contemporânea R$ 65,00
ESTADO, IGREJA E INSTRUÇÃO PÚBLICA práticas de reformas civilizadoras no Brasil escravista (Grão-Pará: séc. XIX) R$ 69,00
A Produção Social da Diferença Estigma, Periferia e Religiosidade em Etnografia no Morro da Cruz em Porto Alegre R$ 46,00
Imagens da América os gigantes e o corpo gigantesco no imaginário dos séculos XVI e XVII R$ 83,88
A ideia de civilização nas imagens da Amazônia (1865 – 1908) . R$ 69,00
LUCIANO E OS MITOS sociedade, política e memória no Império Greco-Romano R$ 79,08